IrreveЯsível

infinit(esimal)mente… cada fôlego.

Archive for November, 2006

Apátrida

Posted by P.R.Lobo on Thu November 30, 2006

Seria tão bom…
Se realmente existisse…
Um lugar que tivesse…
O seu nome.
Sonha.
Não adianta…
Não consegue se fazer daqui.
Sonha.
Mas, no sereno…
Sempre acorda…
Com os braços caidos…
Ao longo do corpo.

Advertisements

Posted in β | Leave a Comment »

Simétricos

Posted by P.R.Lobo on Wed November 29, 2006

Ironia circunferente…
Traça e separa…
Incondicionalmente…
Criador…
Jamais irá provar…
Do sabor da criatura.

Posted in β | 2 Comments »

Esquivo

Posted by P.R.Lobo on Tue November 28, 2006

Não assume…
A responsabilidade de ocupar…
Retribuir…
Por medo…
De não corresponder.
A solidão…
Mora a esquiva…
Do que deseja.

Posted in β | 1 Comment »

Ermos

Posted by P.R.Lobo on Mon November 27, 2006

Que são seus deuses…
Se não, eles próprios…
De vida povoada?

Posted in β | Leave a Comment »

Ao Avesso

Posted by P.R.Lobo on Sun November 26, 2006

Percebe…
Bem longe do que imaginou…
Que é cada vez menos…
A pessoa que poderia ser…
Que poderia estar feliz.
E, ainda que tente tanto…
Não consegue encontrar…
Vai assim, ficando assim…
Com medo de restar apenas…
A saída de emergência…
Num dia em que estará bem…
Justamente por pensar…
Que felicidade não é bem.

Posted in β | 1 Comment »

Acético

Posted by P.R.Lobo on Sat November 25, 2006

Já não sabe…
Onde fica seu gosto…
Há muito tempo…
Fechado de si..
Já se foram as suas papilas…
Tudo que prova…
Ácido…
Que corrói devagar…
De dentro para fora…
Vai sentir até o fim…
Suas papilas perdidas…
Serão o último a sumir.

Posted in β | Leave a Comment »

Agendado

Posted by P.R.Lobo on Fri November 24, 2006

Quem não vive um agora…
Pode ser feliz num depois?
Ah!, de novo…
Pergunta respondendo…
Teu depois é agora…
E quem responde perguntando…
Quando você se encontra?

Posted in β | Leave a Comment »

Sangüíneo

Posted by P.R.Lobo on Thu November 23, 2006

Danem-se!
Danem-se quaisquer!
Partam espíritos residentes!
Chega de hábitos cultivados…
Para agradar.
Eu não quero mais…
Meus sorrisos amarelos.
Gargalha bocarra escancarada…
Gengival.
Agora sou vermelho…
Todo eu…
Rubro quente queimante…
Meu peito bate…
Meu sangue corre.

Posted in β | 1 Comment »

Metaestéril

Posted by P.R.Lobo on Wed November 22, 2006

Tudo que vale…
Apenas para calar…
Esta mesma voz…
Teimosa em dizer…
O tempo todo…
Frases de desuso…
Frutos-lixos flutuantes…
A deriva nas areias…
Quanto mais, ainda mais…
Empilhados a galgar as dunas…
E sufocar o horizonte…
Ensurdecendo os ouvidos de todo tempo.
Meu nada…
Até nisto sou precário.

Posted in β | 1 Comment »

Autofagia

Posted by P.R.Lobo on Tue November 21, 2006

Esôfago adentro…
Na boca do estômago…
Inerte…
Olhava para cima…
Ainda com lágrimas nos olhos…
Pés digeridos.
Morri faminto…
Sufocado pela própria realidade.

Posted in β | Leave a Comment »