IrreveЯsível

infinit(esimal)mente… cada fôlego.

Náufrago

Posted by P.R.Lobo on Wed September 6, 2006

Como assim, tudo o que é?!
Já mergulhou a cabeça o suficiente…
Para aprender que não passa de conjugação.
No fundo, é tão pouco…
Que não encheria a própria boca.
Aquele ponto em que você vem à tona…
É tão pequeno, só cabem palavras vazias.
Seu eu tão louvado…
Anulado no meio de uma sucessão do que existe.
Sou afogado em sendo…
Maré implacável… Inunda e submerge.
Depois da onda…
Volta tossindo, engasgado.
Fora do que é…
Para não ser de novo.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: